Como tornar Moodle cada vez mais interativo

Escrito por: Agência Estúdio Site Ltda e liberado no dia: 05/04/2017 - 09:04:49 | Categoria: Educação a Distância

Saiba mais sobre EAD: Canal do Youtube Fanpage Twitter

Como tornar Moodle cada vez mais interativo

Receba as melhores dicas, tutoriais, acesso a lives sobre cursos online todos os dias, de graça, no seu celular.

Inscrever-me Gratuitamente!

O ambiente de Educação à Distância é um ambiente de aprendizado diferenciado. Hoje o Moodle é a plataforma de e-learning com o maior número de adeptos no mundo. Com um sistema livre, gratuito e bastante funcional para o usuário, o Moodle tem reunido cada vez mais adeptos em torno do conhecimento.

Conheça as interfaces do Moodle e tenha melhor aproveitamento em seus cursos

Apesar de uma estrutura que garante a usabilidade pelo aluno e ferramentas que possibilitam o compartilhamento de informações, o Moodle possui poucos recursos integrados que geram interatividade. O sistema de fóruns, mensagens e hiperlinks acrescentam e aprofundam o aprendizado, mas ainda não atendem à necessidade de interatividade, principalmente quando se trata de alguns assuntos específicos. Apesar de o Moodle disponibilizar uma grande variedade de recursos visando atender as mais diversas necessidades de seus usuários, é necessário que o professor promova mais interatividade ao longo do curso não só como fator motivador, mas principalmente para possibilitar o construcionismo social, diretriz do Moodle.

Conheça tudo sobre a história do Moodle

Selecionamos para você algumas maneiras para tornar o Moodle cada vez mais interativo:

  1. A ferramenta do Moodle que promove interatividade automaticamente é o Wiki. O Wiki é uma ferramenta de edição de texto que permite a colaboração de membros de uma turma e, ao mesmo tempo, cada aluno pode fazer seu trabalho individual, mas com a colaboração de outros colegas através de links

Por isso, o professor deve traçar estratégias para contemplar a ferramenta em seu curso.

Por que usar o Moodle em cursos de EAD?

  1. Com base na apresentação biográfica dos alunos, é possível que o professor utilize as próprias potencialidades dos alunos para a construção de exercícios ou conteúdos customizados para a turma, gerando maior envolvimento com o curso.

Exemplificando: se o curso é de Gestão e algum dos seus alunos é microempreendedor, que tal construir exemplos de gerenciamento de estoque, formação de preços e a construção de uma planilha de custos com base na realidade do seu aluno?

  1. A terceira dica também é simples e não se faz necessária nenhuma ferramenta adicional. Utilizar dados da realidade é sempre muito eficaz para aumentar o interesse dos alunos.

Por exemplo, que tal incentivar os alunos de Matemática Financeira a criar um vídeo para o YouTube para que a turma mensure os resultados e calcule, com base no estudo e funcionamento do sistema de monetização do YouTube, a rentabilidade do investimento e valor presente e futuro de um produto midiático? Se a turma tiver uma faixa etária jovem, essa estratégia os ajudará a desmistificar a Matemática e tornar todos os conceitos atraentes, uma vez que estarão inseridos em suas realidades.

  1. E se criarmos um grupo no Facebook e no WhatsApp para compartilhar fornecedores, dicas e receitas em um curso de Gastronomia?

Essa troca contribuiria não só para o aprendizado, como também para o desenvolvimento de uma perspectiva mais ampla do mercado de trabalho.

  1. Integrar ao calendário indicações de eventos educativos e profissionais também é uma medida eficiente que aumenta a adesão dos alunos não só ao curso. Após o evento, vale abrir espaço para os alunos que participaram manifestarem suas opiniões e cabe ao professor valorizá-las.
  1. Áreas que requeiram trabalho de campo não precisam sair perdendo nos cursos EAD. É possível estimular alunos a visitarem museus e compartilhar fotos e percepções pessoais para o restante da turma.

Um curso de Geografia, por exemplo, pode explorar através dos alunos características de diversos meios naturais e urbanos diferentes, partindo da própria característica do ambiente virtual que é integrar pessoas de lugares geograficamente distantes em torno de um mesmo conhecimento.

  1. E por que não trabalhos em grupo? O envolvimento de alunos entre si, separados por longas distâncias, por culturas opostas e até mesmo ideologias conflitantes podem fazer de um simples curso EAD um exercício de respeito e de democracia que terá como base o desenvolvimento humano.

O diálogo pode ser feito através da ferramenta de comunicação na qual decidam que seja mais conveniente, mas a troca e a necessidade de compreender e respeitar o outro será um exercício profundo, que deve ser estimulado mesmo à distância. Essas dicas não precisam de muito esforço para serem aplicadas, mas trarão maior interatividade para seu curso e aumentarão a satisfação e o envolvimento de seus alunos. Esse texto te ajudou? Deixe um comentário

Receba as melhores dicas, tutoriais, acesso a lives sobre cursos online todos os dias, de graça, no seu celular.

Inscrever-me Gratuitamente!

JUNTE-SE A MAIS DE 10.000 PESSOAS

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Confira Nossos Últimos Artigos

Veja abaixo as novidades que preparamos para você, todo dia um texto novo.